{short description of image}

TAQUIGRAFIA

A taquigrafia vem desde a antigüidade, para alguns historiadores Moisés teria usado uma escrita taquigráfica quando preparou o Pentateuco - os cinco primeiros livros da Bíblia. Outros colocam a Grécia como berço da Taquigrafia, onde teria sido empregada, primeiramente, por Pitágoras (no século VI-A.C. ) e Xenofontes (nos anos de 430 a 352 A.C.), que taquigrafou os discursos de Sócrates


Porém , a maior parte dos historiadores atribuem a criação da taquigrafia a Marco Túlio Tiro, escravo liberto de Cícero no ano 63 A.C. - período que os romanos estavam no auge da eloqüência. Entretanto, muitos afirmam que Túlio a aperfeiçoou e talvez tenha sido o primeiro secretário de Cícero e do mundo.


A taquigrafia chegou a ser uma escrita necessária entre os jovens da Grécia e muito propagada nos países do velho mundo. Graças a taquigrafia que hoje se conhece as obras de Sócrates, Sêneca, Aristóteles, Horácio, Hermógenes, Juvenal, Cícero, as cartas de Santo Agostinho, Atos dos Mártires e muitas outras obras.


Nos tempos modernos a traquigrafia nasceu na Inglaterra, onde se propagou com a imprensa. Em 1588 Timóteo Bright dedicou o seu trabalho à rainha Isabel.


A França seguiu o mesmo caminho com o tratado do abade Jacques Cossard em 1651; Coulon de Thévenot apresentou o seu primeiro trabalho taquigráfico à Academia das Ciências de Paris em 1776 e outros métodos foram surgindo.


Na Alemanha os discursos de Lutero foram taquigrafados por Creutziger e seu discípulo Rohrr.


Muitos métodos de taquigrafia têm surgido, inclusive o de Taylor na Espanha e Portugal foi traduzido por D. Francisco de Paulo Marti, em 1812.


Nos Estados Unidos a taquigrafia se expandiu à cultura do povo , alcançando quase todas as áreas de atividade naquele país, dando um grande avanço ao seu progresso.


No Brasil, em 1822, Isidoro da Costa Oliveira, com a colaboração do Ministro do Reino, Sr. José Bonofácio de Andrade e Silva, propagou o método Taylor, e outros métodos de taquigrafia foram propagados. Em 1926, o Dr. Oscar Leite Alves criou o seu próprio método de taquigrafia, devido a necessidade de escrever as aulas na faculdade, por ser pobre, não podia comprar os livro solicitados pela faculdade. Com isso venceu as dificuldades, traduzindo e vendendo as apostilas aos colegas, alunos da faculdade, mantendo os seus estudos com o trabalho da taquigrafia.


Hoje, no Brasil, o método de taquigrafia mais usado e ensinado é o do Dr. Oscar Leite Alves, por ser um método criado para o nosso idioma, é fácil de aprendermos e aplicá-lo ao nosso trabalho, na sala de aula, ou em qualquer lugar onde se faz necessário escrever rapidamente as palavras que ouvimos. É este método que estamos lecionando.


Raimundo Sampaio


BIBLIOGRAFIA


" Novo Método de Taquigrafia e Apêndice" Dr. Oscar Leite Alves


" Taquigrafia em Tempo de Comunicação " Moacyr Scolástico